sábado, 12 de julho de 2008

Adiós, Aristigol

Um dos maiores nomes do futebol colombiano deu adeus as canches sudamericanas na noite deste sábado. Víctor Hugo Aristzábal, ídolo de Cruzeiro, São Paulo e Vitória e herói do Atlético Nacional de Medellín, sua terra, recebeu da fanática massa do verde de la montaña uma despedida absurda. Não pelo jogo festivo, que reuniu amigos e companheiros famosos de profissão, comum nestes tempos, mas sim pelo que vinha das tribunas.

Da voz da multidão que lotou o Atanásio Girardot, pura essência futebolística. Cânticos intermináveis durante toda a festa e um espetáculo digno que final de Copa Libertadores. Sinalizadores, dezenas de trapos somente para ele e uma súplica: "Aristi no te vas..." O maior anotador da história do Atlético Nacional, com 206 tentos, e dono de 14 recordes, deixou sua conhecida marca no evento: um golazo de bicicleta e outro de penal.

Aristzábal venceu muito com o seu Nacional e com a Colômbia. Não resta dúvida alguma que a despedida foi inteiramente merecida, e que sua condição quase divina foi conquistada dentro de campo. Em seu discurso, classificou a torcida do Rey de Copas Colombiano como a melhor que já viu, e terminou prometendo que seu filho seria o seu herdeiro no Atlético. Os comentaristas brasileiros que acompanharam a transmissão notaram a diferença abismal no tratamento dos dois países quanto a seus jogadores memoráveis. Fala-se muito na ausência de ídolos no futebol brasileiro atual. Mas quantos dos que já foram receberam algo parecido com o que teve Aristizábal?

"Al igual que muchos, lloré. Lloré porque se fue el más grande de Colombia. Nuestra Leyenda de Gol...el goleador, el único, el mejor. Aristi, por siempre estarás en nuestras mentes y corazones, pues dejaste en este equipo una huella inolvidable de goles, jerarquia y respeto. Aristi...como te extrañaremos!"
Retirado do fórum do site oficial do Atlético Nacional

Um comentário:

Lucas Renato disse...

Fala, Iuri!

Uma hora, todo mundo tem que parar né? Mas pelo menos o Ari teve uma bela despedida.

Grande abraço, não deixe dar uma passadinha em nosso blog: www.esportejornalismo.blogspot.com.