quarta-feira, 21 de maio de 2008

United 1-1 Chelsea (6-5) - Ao vivo

Final da Champions League 2007/08
Luzhniki, Moscou-RUS
Manchester United 1-1 Chelsea (6-5)
26' Cristiano Ronaldo (M)
45' Frank Lampard (C)

Considerações finais
O retrato do equilíbrio, a final. Empatados em pontos ao final das 38 rodadas do Campeonato Inglês da temporada, Manchester United e Chelsea não poderiam estar muito desiguais em Moscou. Confirmaram as expectativas de um confronto parelho, mantiveram o placar empatado durante o primeiro, segundo, terceiro e quarto tempos, e nem mesmo na série inicial de pênaltis, os cinco básicos, surgiu um vencedor. Nas alternadas, nem que fosse em minutos ou anos, uma hora alguém erraria, e só então apareceram as capacidades dos vermelhos para subjugar os londrinos - como, apesar da mesma pontuação, já haviam feito na Liga, em que ficaram com o título.

É o segundo título de Copa dos Campeões para Alex Ferguson e, por trás disso, há uma marca ainda mais fenomenal: ele se torna o único treinador a ser duas vezes campeão invicto, sem ser derrotado nem em 1999, nem em 2008. Também foi, apesar de tudo o que se julgava semelhante entre as equipes, a afirmação da força de um time mais tradicional, um conhecedor da glória que não se intimidou frente ao jogo nervoso que se desenhou.

O Chelsea? Esteve com o título nas mãos após Cristiano Ronaldo errar o pênalti. Bastava que Terry convertesse o tiro final. Mas eis que o capitão, na cobrança mais importante da história do clube, a da taça, da maior de todas as taças, escorrega no gramado molhado - e bate para fora! Um lance varzeano no momento decisivo de uma final continental. Há coisas que só os deuses do futebol são capazes de explicar, afinal de contas. No fim, aos azuis, o vice-campeonato valeu para acabar com o estigma de time incapaz de chegar em decisão, construindo um primeiro histórico finalista na Champions League.

Se houve equilíbrio, a inquestionável campanha do United mostra que venceu o melhor.

Depois de mais de três horas de comentários, encerra-se aqui o acompanhamento da final continental. Ainda sem foto do United com a taça, já que ela não foi erguida, mas logo aparecerá algo aqui em cima (update 19:46: está ali). São 18:48, fin de emisión.

Pênaltis

18:34 - X (6-5) - Anelka bate no canto direito e Van der Sar, o grande arqueiro de tantas finais, muitas delas definidas desde os onze metros, salta para a glória!!! Faz a defesa e o Manchester é campeão da Europa pela terceira vez na história! 1968, 1999 e 2008! Cai o Chelsea, acaba-se o sonho azul; vence a camisa.
18:33 - V (6-5) - Giggs manda no canto esquerdo do goleiro. Manchester United sempre à frente.
18:32 - V (5-5) - Kalou desloca Van der Sar, bate alto no lado esquerdo, e mais uma vez a igualdade permanece.
18:32 - V (5-4) - Anderson bate forte no meio e bota o United em vantagem!
18:31 - X (4-4) - Terry, o capitão, escorrega e chuta para fora! A bola sai, patética, ao lado esquerdo do gol de Van der Sar que dessa vez errou o canto, mas levou melhor sorte. Teremos alternadas.
18:30 - V (4-4) - Nani bate no canto direito e obriga o Chelsea a converter o próximo para ser campeão.
18:29 - V (3-4) - Ashley Cole bate no canto esquerdo. Outra vez Van der Sar chega a tocar na bola, mas não consegue tirá-la do rumo do gol. Chelsea depende de um erro do United no próximo tiro para levantar a taça.
18:28 - V (3-3) - Hargreaves bate alto, no canto direito, e mantém o United vivo.
18:28 - V (2-3) - Lampard bate rasteiro no canto esquerdo de Van der Sar. Ele desvia a bola, mas insuficiente para tirá-la do gol.
18:27 - X (2-2) - Cristiano Ronaldo tenta fazer uma paradinha, hesita e, diante de um Cech imóvel, fica sem ação. Bate no canto direito e vê o arqueiro fazer a defesa. O título do Chelsea está mais próximo.
18:27 - V (2-2) - Belletti desloca Van der Sar e devolve a igualdade.
18:26 - V (2-1) - Carrick converte o seu, matando Cech.
18:25 - V (1-1) - Ballack bate no canto esquerdo de Van der Sar, que pula certo, mas não acha nada. Empata o Chelsea.
18:25 - V (1-0) - Começa o United batendo. Tévez é o eleito para abrir a série. Ele desloca bem o goleiro e abre a contagem.

Prorrogação - 2
º tempo

18:19 - Se acabó. E seguimos sem um campeão. A ser conhecido nas penalidades máximas.
120+4' - No Chelsea, sai Makelele e entra Belletti. No United, sai Brown e entra Anderson. Substituições para cobranças de pênalti, muito provavelmente.
120+3' - Bola cruzada na área do Chelsea, para tentativa de desvio de Tévez, sem sucesso.
120+2' - Jogo parado para atendimento de Nani.
120+1' - Bola erguida na área do Chelsea e vencida pela zaga, em lance já anulado por falta ofensiva do Manchester.
120' - Dois minutos de acréscimo, pede o árbitro.
118' - Últimas chances para botar na memória dos torcedores a lembrança de um gol de título feito enquanto o jogo andava.115' - Desentendimento entre azuis e vermelhos, pela enésima vez na partida. Mero pretexto para acirrar os ânimos, mas que dessa vez rende um cartão amarelo para Ballack, outro para Tévez e a expulsão de Drogba. Ficará em inferioridade o Chelsea nesses minutos finais, embora isso seja quase irrelevante com tão pouco tempo pela frente. A falta de Drogba talvez seja sentida desde os onze metros, se o empate se mantiver e acabarmos em pênaltis - mesmo assim, sua escalação como batedor principal nunca foi garantida.
114'
- Jogadores evidenciam o cansaço de toda uma temporada canalizada nessas quase duas horas de futebol.
113' - United povoa ao ataque. No entanto, não leva perigo. A posse de bola mantida sobre o campo do Chelsea é encerrada em um cruzamento interceptado por Cech.
112' - Sai à esquerda do gol, a cobrança de Drogba.
111' - Amarelo para Vidic após um carrinho fracassado sobre Anelka. A falta é boa para o Chelsea.
109' - Cautelosos pela escassez de tempo, os times evitam se jogar ao ataque nesse início do quarto tempo do jogo.
18:00 - Volta a prorrogação.

Prorrogação - 1
º tempo
17:58 - Intervalo de uma prorrogação que já trouxe lances reais para os dois times: ao Chelsea, um tiro de Lampard na trave; ao United, uma bola salva por Terry frente à goleira aberta.
105' - Lampard cobra escanteio para o Chelsea, pelo lado direito de ataque. Carvalho escora de cabeça, e a bola passa à frente de Kalou, pedindo um desvio que ele não consegue dar. Tiro de meta, apenas.
104' - Resta ainda uma substituição para cada treinador.
101' - United, em novo crescimento, tenta mais um chute, parado facilmente por Cech.
100' - Sem fazer uma atuação das mais brilhantes, Rooney é substituído por Nani.
99'
- Incrível o gol perdido pelo Manchester United! Evra passa a bola para o meio da área, onde está Giggs. Com um gol aberto à sua frente, ele bate. E então aparece Terry, salvador, para desviar a redonda em escanteio, evitando a conversão daquela que foi a mais real oportunidade do United desde o seu gol.
98' - Nova substituição no Chelsea. Sai Joe Cole, entra Anelka.
93' - Chelsea tabela com grande desenvoltura no meio da zaga do Manchester United. Por fim, a bola encontra os pés de um Lampard que domina, gira e bate consciente. Maldosa, a pelota vai no travessão - a segunda vez que ela teima em beijar as bordas do gol, torturando os torcedores londrinos. Segue o empate.
92' - E vem a primeira troca no Chelsea: entra Kalou, sai Malouda.
91' - Bela troca de passes do United avançando à área azul. O passe final, porém, destinado a Tévez, é interrompido por defesa de Cech, no chão.
17:41 - Recomeça o jogo.
17:39 - Com apenas uma substituição no jogo (no United, Giggs entrando por Scholes), os dois treinadores têm várias opções para tentar uma mudança definitiva ao longo da prorrogação.

2
º tempo

17:36
- Acaba o jogo em Moscou. Teremos meia hora extra de futebol para conhecer o campeão da Europa em 2008.
90+1' - Num último esforço, Cristiano Ronaldo cruza na área, sem encontrar companheiro algum. O zagueiro do Chelsea, inteligente, tira o corpo da bola e a deixa sair em tiro de meta. Pelo jeito não vem gol antológico nesse fim.
90' - Alguém disposto a virar lenda e evitar a prorrogação com um gol na agonia dos acréscimos?87' - Substituição no United: sai Scholes e entra Giggs, para o seu 759º jogo com a camisa do Manchester United, superando o recorde anterior, de Bobby Charlton.
85' - Chelsea com oportunidade tentadora no ataque, em cobrança de falta desperdiçada numa jogada supostamente ensaiada, porém mal executada.
82' - Tendo entrado nos temíveis dez minutos finais, o jogo passa a ter aquela aura em que qualquer gol sofrido passa próximo de ser irrecuperável. A prorrogação pode parecer uma alternativa atraente nesse ponto.
81' - Tévez bate da intermediária. A bola sai alta, ao lado do gol.77' - Lindo chute de Drogba na frente da área. A bola voa docemente, em curva, passa por Van der Sar e tem o rumo aparentemente certo do gol... Mas bate na trave esquerda! Como o esférico, o sonho do Chelsea também é afastado momentaneamente após o pelotaço.
76' - Ataque do Chelsea em que a bola sobra para Malouda dominar no peito, dentro da área, pela esquerda, com boas possibilidades de gol. Ele cai, pede pênalti, mas como tropeçasse em suas próprias pernas, a pena máxima quedou apenas na reclamação.
73' - United volta a ter seu turno de ataques e chega agora com Cristiano Ronaldo, pela esquerda. Ele tenta se livrar da marcação, não consegue, e vai pelo chute. Desviada pela zaga, a bola sai em novo tiro de canto - outro que se encerrará sem resultado.
71' - Sem sucesso, a cobrança.
69' - E, depois de muito tempo, enfim o United ataca com a qualidade necessária para voltar a ter um escanteio.
66' - Van der Sar erra na saída de gol para agarrar o escanteio e torna a oportunidade boa aos azuis. Uma cabeçada para fora, porém, finaliza o lance como inofensivo.
65' - Malouda cobra falta erguendo a bola na área do United e a zaga intervém novamente para salvar. Vinte minutos de desespero para os de Ferguson no segundo tempo. E o Chelsea tem mais um corner.63' - Com o crescimento, o Chelsea começa a remontar a posse de bola calculada desde o início do jogo. Sua porcentagem, que chegou a estar em apenas 35%, é agora de 42%.
61' - O United ao menos tem, pelo mostrado até aqui, competência defensiva suficiente para se sustentar no empate durante a tempestade.
59' - Minutos difíceis para os de Manchester. O Chelsea acaba de chegar - e falhar - em mais um escanteio. Os onze vermelhos têm problemas para atacar.
57' - Ballack bate da intermediária com força e a bola sai à esquerda de Van der Sar. Neste momento com 60% da posse de bola ao longo do jogo, o United vai encarando um oponente que insiste em se mostrar mais perigoso.
56' - Os azuis vivem momentos de ascensão na partida, acumulando oportunidades e, no último lance, tendo um escanteio - mal aproveitado.
55' - Jogo com 20 faltas cometidas até aqui. 14 pelo Chelsea.54' - Chega o Chelsea com Essien, um pouco atrás da linha da grande área. Van der Sar escorrega, mas o chute sai por cima do arco.
53' - Grande jogada de Cristiano Ronaldo, pela esquerda, dando um passe rasteiro para lançar Evra nas costas da zaga. Este tenta um cruzamento, mas a bola, alta, passa pela área sem desvios.
50' - Carrinho levemente retardado de Joe Cole, sem bola. Falta, mas nada de cartão amarelo. Depois, outra falta cometida pelo Chelsea, quase no mesmo ponto, e o United novamente fica sem aproveitar a chance de levantar na área.
48' - Ainda com a escalação inicial, os times também reeditam o início do primeiro tempo, atuando sem convicção nestes primeiros minutos.
16:49 - Recomeça a final em Moscou.
16:48 - Voltam os times e começará o segundo tempo em instantes.

1º tempo
16:33 - Intervalo em empate de 1-1. Duro demais para o United que jogou melhor, dominou na maior parte do tempo, e poderia estar vencendo não por um, mas dois gols de diferença. Mas isso é futebol, afinal. Não há justiça aqui.
45+1' - Um tiro de Essien bate na zaga adversária fazendo com que a bola sobre dentro da área do Manchester United, carecendo de um desvio às redes ou chutão salvador. Vem o desvio. Lampard aparece de goleador e manda a pelota sem defesa para Van der Sar, empatando as coisas. Volta à disputa o Chelsea.45' - GOL! Do Chelsea, gol de Frank Lampard, gol daquele Chelsea!
44' - Ballack faz a cobrança por cima do gol, com alguma proximidade do travessão, mas nada de muito ameaçador.
43' - Boa oportunidade para o Chelsea, em falta frontal à área, pela esquerda.
42' - Da direita, Rooney cruza a bola na área londrina. Tévez aparece pelo meio, tentando empurrar a redonda de carrinho para as redes, mas só consegue um leve desvio, insuficiente para mudar a direção dela, que segue reta na frente do gol.
40' - Ashley Cole avança pela esquerda, rumando à área e, com a aproximação de Brown, cai. Pede falta, mas o juiz não considera o desequilíbrio conseqüência de um lance ilícito.
39' - Chelsea presente no ataque - mantendo a posse de bola lá, mas sem criar chances.34' - E, na seqüência, em contra-ataque depois do tiro de canto azul, é o Manchester quem vai para cima. No seu turno, Cech também brilha, salvando em um primeiro momento, na cabeçada de Tévez e, depois, mandando pela linha de fundo um tiro fortíssimo desferido de dentro da grande área, frontal à meta, por Carrick.
33' - Paradón de Van der Sar! O Chelsea consegue um cruzamento na área vermelha e, diante da indecisão de Ferdinand, Ballack o pressiona. O zagueiro acaba desviando a bola de cabeça contra a própria meta, e o arqueiro holandês espalma para corner espetacularmente.
31' - Os blues tentaram reagir no primeiro lance após terem suas redes balançadas, mas falharam miseravelmente. O United segue soberano no jogo, e mantém os 65% de posse de bola de antes.
28' - O lance do tento começa em um arremesso lateral, pelo lado direito ofensivo do United. Brown tem a bola próximo ao bico da grande área, de onde cruza. No segundo poste, Cristiano Ronaldo supera a zaga para mandar uma cabeçada no canto direito de um Cech sem defesa. Larga na frente o United pelo seu terceiro título continental, e o 1-0 aparece no placar do Luzhniki.26' - GOL! Do Manchester United, Cristiano Ronaldo!
24' - Anderson aquece. Scholes, infeliz, talvez não continue no jogo, embora permaneça em campo.
23' - Lampard cobra escanteio, Terry sobe esperançoso de desvio, mas a bola passa por cima. Valeria pouco, de qualquer modo, pois ele fez falta marcada pela arbitragem.
22' - 65% de posse de bola para o Manchester United até aqui. Mas quem chega neste momento é o Chelsea, com cruzamento para a área que força Vidic a cabecear para escanteio.21' - Amarelo para Makelele e Scholes. Este sai de campo para fazer um curativo.
20' - Falta para o United ao lado da área do Chelsea, novamente pelo lado esquerdo. Oportunidade excelente para cruzamento. Só que Terry ganha e tira de cabeça. Na seqüência do lance, dividida mais viril entre Makelele e Scholes, que agora sangra.
19' - Mas o tiro de canto não dá resultado.
18' - Domina o jogo, o quadro de Manchester, e atinge o primeiro escanteio do dia.
17' - United começa a chegar com repetição. Outra vez da esquerda, agora com Evra, que também cruza. A zaga do Chelsea vence de cabeça. Pode ser que o confronto esquente.
16' - Cristiano Ronaldo, da esquerda, cruza uma bola na área após boa finta sobre Essien. Mas o esférico voa sobre todos na área, incapaz de sofrer desvio.
13' - Carregando longos jogos sem derrota desde o início desta CL, o United só poderá ser campeão de forma invicta. Se o fizer, repetirá o feito de 1999, quando levantou a taça sem perder jogo algum: naquele ano, 6 vitórias e 7 empates em 13 partidas.
12' - Ou não.
10' - Erra mais um passe em jogada ofensiva, o time de azul. Joguinho fraco até aqui. Mas vá lá, é uma final continental, deve melhorar.
7' - United pressiona. A zaga do Chelsea salva-se como pode, na base de cabeçadas para longe.
6' - Impedimento de Drogba. O primeiro de um jogo ainda sem grandes lances.
5' - Na direita ofensiva, Hargreaves, do United, tenta cruzar para a área. A bola desvia na marcação, acaba indo na direção do gol, mas sem ameaçar Cech, que agarra.
3' - Chelsea ensaia suas primeiras oportunidades. Mas pára nisso. A zaga vence, sem maiores problemas, pelo chão e pelo alto.
2' - Faltas, passes errados, jogadas sem frutos. Erros típicos de um começo de final nervosa. Até aqui, a melhor tentativa foi uma investida do Manchester pela esquerda, com Evra, travada na lateral.
15:45- Rola a bola.

Pré-jogo

15:45- Escalações:United: Van der Sar - Brown, Ferdinand, Vidic, Evra - Hargreaves, Scholes, Carrick, Cristiano Ronaldo - Rooney, Tévez.

Chelsea: Cech - Essien, Carvalho, Terry, A. Cole - J. Cole, Ballack, Makelele, Lampard, Malouda - Drogba.

15:41-
E as equipes entram no gramado.

15:40-
Se o Chelsea vai a campo para sua primeira final de Copa dos Campeões, o United joga a sua terceira. Nas anteriores, foi campeão, vencendo, em 1968, o Benfica português (aplicando um formidável 4-1 após prorrogação) e, em 1999, o Bayern München alemão (numa das mais espetaculares finais da história, com remontada para 2-1 marcando dois gols nos acréscimos).

15:38-
Breves comentários em tempo real a respeito da final da Champions League, que começa em poucos minutos. A final inglesa é a terceira da história a opor dois times de um mesmo país na era recente da maior competição da Europa. As outras duas: em 2000, decisão espanhola, com o Real Madrid superando o Valencia (3-0) e, em 2003, confronto italiano, finalizado em título do Milan sobre a Juventus (0-0 com a bola rolando, 3-2 nos pênaltis).

2 comentários:

Iuri Müller disse...

que jogo horrível e absurdamente previsível.

Izaias Reginatto disse...

esse teu post foi melhor que o jogo, Brum. Parabéns.