segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

A saudade de um ídolo

Danrlei quer voltar. Quer voltar a erguer uma penca de troféus como fez em seus dias de Grêmio. Quer jogar em alto nível, disputar grandes confrontos e não salvar o Remo da terceira divisão. Danrlei está com saudade.

Mas o Grêmio, muito mais. O Grêmio carece de um ídolo, há tempos. A torcida, que canta o nome de qualquer jogador que vista a camisa tricolor, sabe que os grandes gremistas fazem falta e que desde o esquadrão que conquistou o Brasil e a América eles estão em extinção. Danrlei, Arce, Rivarola, Adilson, Roger, Dinho, Jardel, Paulo Nunes, Carlos Miguel, Goiano... Um time inteiro de jogadores identificados com a torcida, e não por acaso, já que a fabulosa equipe foi vencedora e mesclou raça e técnica como há anos não se via no Grêmio.

A volta de Danrlei, a quem muita gente atribui amaldiçoar a camisa 1 do tricolor, acabaria com este vazio, mesmo que no fim de carreira, mesmo que longe da elite do futebol há algum tempo. Ele quer voltar, anunciou que ''queria morrer no Grêmio'' e que ''mudaria o comportamento polêmico''. O Grêmio de 2008, que até agora é só dúvida e incerteza ganharia uma esperança a mais com Danrlei. E traria de volta um dos maiores ídolos de sua história.

Um comentário:

imortal disse...

e se o danrlei volta e se ''queima'' com a torcida?