terça-feira, 26 de junho de 2007

Massacrados

Slideshow do periódico El Comercio, do Peru, com imagens da partida. As legendas estão em espanhol.

Final de jogo em Mérida, Venezuela. O Uruguai volta a decepcionar a torcida que aguardava a volta dos júbilos celestes e é humilhado, com três tentos a zero, pela seleção peruana - vista, antes do jogo, como raquítica.

O Peru chegou à Copa América sem ambições, mas, encontrando seus oponentes surpreendentemente desqualificados e enfraquecidos, cresceu em campo e se impôs. Todos esperavam o primeiro passo na recuperação uruguaia, mas foi exatamente o oposto que se desenhou no gramado de Mérida - quem recuperou a moral perdida foi o time vermelho e branco.

Facilmente, os peruanos aplicaram um 3-0 incontestável, gols de Villalta (aos 27 minutos), Mariño (chutaço, no ângulo esquerdo do goleiro Carini, aos 70) e Guerrero (aos 89) - placar que poderia ter sido maior se o próprio Guerrero não tivesse um gol anulado de forma duvidosa, aos 32 minutos de jogo.

Quem imaginava um grupo fácil para o Uruguai já começa a rever seus conceitos. A situação da celeste ainda tem boas chances de reversão, mas o jogo de hoje mostrou que se o grupo é frágil, o time uruguaio talvez seja um dos principais responsáveis por baixar-lhe o nível. Já o Peru, com uma vitória um tanto quanto inesperada, volta a acalentar o sonho de ir longe em uma Copa América.

Um comentário:

André Roberto disse...

Chega à ser doloroso para quem gosta de futebol ver a decadência do Uruguai, a derrocada de um país que outrora já foi o Campeão dos Campeões!

Que a Seleção Celeste possa reviver seus áureos tempos.