quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

"Los astros estuvieron con la U anoche"

Os jornais chilenos não esconderam a felicidade causada pelo enigmático empate conquistado pela Universidad de Chile, ontem, em Porto Alegre. El Mercurio, um dos mais tradicionais periódicos de Santiago, admitiu o explícito domínio do Grêmio na partida: "La cancha del Olímpico parecía una estancia y Juan Manuel Olivera (o único atacante) miraba todo de lejos y solitario."

Nem a evidência do bombardeio e a certeza de que a sorte contribuiu e muito para a manutenção do 0-0 impediram a demonstração de orgulho por um resultado honroso de uma equipe local como visitante na Copa Libertadores: "Como en los viejos tiempos, los azules (la U) amontonaron mucha gente en campo proprio y lograron una igualdad frente al equipe más fuerte del Grupo 7.", estampava o caderno de esportes do mesmo jornal.

O técnico Sergio Markarián, "el Mago", reconheceu que, apesar da importância do resultado, a resignação da sua equipe frente a superioridade gremista por pouco não custou a derrota. Coube ao presidente da Universidad, Federico Valdez, a maior valorização do empenho defensivo da equipe: "Volvemos a Santiago con un punto de oro, pero sobre todo con el convencimiento de que ésta es la U que nos gusta a los hinchas."

Um comentário:

Diego disse...

Os dois grandes salvadores do Universidad foram o bom goleiro deles e suas espantosas defesas...

E o Brum pé frio, que estava no estádio...